Call De Abertura - Alexandre Schwartsman

Informações:

Sinopse

Análise profunda e bem humorada do cenário econômico brasileiro.

Episódios

  • 'A perspectiva inflacionária tem piorado muito mais do que a gente imaginava'

    28/07/2021 Duração: 09min

    Alexandre Schwartsman fala sobre a expectativa para a reunião do Copom. Comentarista acredita que a Selic terá o aumento de um ponto percentual. 'Não só nessa reunião, mas na de setembro também'. Ele expplica que, em um mundo ideal, a gente teria um governo que estaria fazendo mais força no sentido de mudar essa situação.

  • Inflação nos EUA e a surpresa com a queda da 'prévia do PIB' no Brasil

    14/07/2021 Duração: 12min

    Alexandre Schwartsman faz uma análise sobre a alta da inflação nos Estados Unidos e o comentário do presidente do Fed, Jerome Powell. Schwartsman explica que o Banco Central dos EUA acredita em um fenômeno transitório e temporário. Comentarista diz que, caso o panorama se mantenha, a primeira coisa a fazer é reduzir a compra de títulos. Alexandre Schwartsman também falou sobre o Índice de Atividade Econômica no Brasil, que veio muito abaixo do espetado. 'Uma baita surpresa’.

  • 'Acontece a recuperação no mercado de trabalho, mas a passos bastante lentos'

    30/06/2021 Duração: 10min

    De acordo com o IBGE, há 14,8 milhões de brasileiros desempregados até abril. Os números se mantiveram no patamar registrado no primeiro trimestre do ano. Por outro lado, Paulo Guedes segue no discurso que o país foi o único a criar emprego durante a crise da pandemia. 'Uma sugestão para o ministro da Economia é conversar com o pessoal do IBGE, que é subordinado dele', ironiza Alexandre Schwartsman.

  • Taxas de juros no centro das atenções

    23/06/2021 Duração: 10min

    Alexandre Schwartsman conta que, no Brasil, Banco Central já considera elevar a Selic para além dos 6,25% nos próximos meses. A reunião do Copom de agosto, por exemplo, já pode aumentar a taxa em 1 ponto percentual. Nos EUA, a discussão é sobre o momento em que os juros vão subir. De acordo com Schwartsman, alta na taxa básica americana tornam o Brasil menos atrativo para investidores estrangeiros.

  • Super quarta no Brasil; quarta comum nos Estados Unidos

    16/06/2021 Duração: 10min

    O FED, nos EUA, e o Banco Central, no Brasil, realizarão reuniões para previsões de política monetária. Aqui, Alexandre Schwartsman avalia que o BC deve divulgar resultados parecidos para a inflação e taxa de juros, mas com uma comunicação mais forte. Isso, porque, até a última reunião se era usada a expressão 'normalização parcial da taxa de juros'. Nos Estados Unidos, os indicadores apontam uma piora da inflação, mas sem alarde.

  • Inflação bate 8% em maio: 'já não se esperava que viesse bom, mas veio ainda pior'

    09/06/2021 Duração: 09min

    Alexandre Schwartsman analisa o alto índice de inflação, que para ele surpreendeu. O comentarista aponta que mesmo tirando condições pontuais o número foi pesado e que provavelmente o teto da meta vai ser perdido. 'O que preocupa mais é que isso está começando a contaminar as expectativas para o ano que vem, isso trás uma complicação adicional para o Banco Central', comenta. Mas ele destaca: 'a favor do BC, diga-se que talvez ele tenha enxergado isso antes'.

  • 'Há uma recuperação em curso, mas com bastante risco no caminho'

    02/06/2021 Duração: 12min

    Alexandre Schwartsman avalia que crescimento de 1,2% do PIB no primeiro trimestre surpreende positivamente. No entanto, ele avalia que dados como a queda na produção industrial, a redução no consumo e o desemprego elevado ainda preocupam. Para Schwartsman, resultados positivos de 2021 ainda não são muito expressivos, já que representam melhora em relação a um 2020 muito ruim.

  • Peso da inflação começa a preocupar

    26/05/2021 Duração: 13min

    Alexandre Schwartsman avalia que inflação alta já preocupa, pois o Brasil corre o risco de ultrapassar o teto da meta. Para ele, a inflação, especialmente no preço dos alimentos, pode ter grande impacto político, já que provoca descontentamento da população. Schwartsman comenta, ainda, que lentidão nas discussões de uma reforma tributária contunua a prejudicar o país.

  • 'O foco do Banco Central a partir desta reunião passa a ser integralmente 2022'

    05/05/2021 Duração: 10min

    Alexandre Schwartsman fala sobre a reunião do Banco Central, a previsão de aumento da taxa básica de juros para 3,5% e as consequências disso. 'Não tem muita surpresa. Uma pedra cantada'. Uma coisa a ser observada é se o BC vai sinalizar o que espera fazer na próxima reunião.

  • Política econômica de Guedes é 'cadáver insepulto'

    28/04/2021 Duração: 06min

    Alexandre Schwartsman avalia que ministro da Economia, Paulo Guedes, está perdendo poder e 'encolhendo a olhos vistos'. Para ele, projeto social-liberal foi abandonado pelo governo Bolsonaro. 'Desenho de política econômica anunciado na campanha e no início do governo morreu faz tempo', afirma. Schwartsman comenta, ainda, que causas liberais dificilmente terão destaque na eleição de 2022.

  • 'As contas estão piorando e ninguém parece estar minimamente preocupado com o assunto'

    21/04/2021 Duração: 08min

    Alexandre Schwartsman critica a maneira como o governo lidou com o Orçamento de 2021. Ele destaca que 'todo o aparato institucional que a gente criou para controlar contas públicas não resistiu a essa crise'. O comentarista avalia que a preocupação não é com o controle do endividamento do país. 'Obviamente todo mundo tem medo da pedalada. Mas eles não deixam de pedalar. Eles só criam as condições legais para evitar que isso possa ser usado como um dos motivos para um impedimento', diz.

  • 'Qualquer pessoa com o mínimo de autoestima já teria pedido o chapéu'

    14/04/2021 Duração: 06min

    Alexandre Schwartsman fala da 'bagunça' na política econômica. Ele cita a situação do ministro Paulo Guedes e a proposta dele de emeda constitucional para possibilitar furar o teto. Schwartsman destaca que o Guedes está desgastado.

  • Uma análise sobre a mudança na metodologia do Caged

    07/04/2021 Duração: 07min

    Alexandre Schwartsman fala sobre os dados apresentados pelo Caged de fevereiro, que mostraram que o Brasil abriu 400 mil postos de trabalho. 'É uma coisa muito esquisita porque o país não está bombando para você ter o melhor fevereiro da história'. Comentarista analisa os impactos da mudança na metodologia do Caged e fala também sobre a Pnad.

  • 'Dados do IBGE são bem menos positivos do que os apresentados pelo Caged'

    31/03/2021 Duração: 10min

    Alexandre Schwartsman compara os dados divulgados hoje da Pnad Contínua, que mostra que o desemprego ficou em 14,2% no trimestre encerrado em janeiro, com o Caged, que mostrou que foram criados mais de 400 mil empregos formais em fevereiro. Comentarista destaca que o Caged mudou desde o começo do ano passado. Por isso, enquanto não entendermos direito o que está acontecendo por ele, 'é melhor deixar esse número na geladeira e olhar para a Pnad'.

  • A otimista visão do Banco Central

    24/03/2021 Duração: 09min

    Alexandre Schwartsman faz uma análise da ata Copom após a elevação de de 0,75% na taxa Selic. Ele diz que foi uma ata muito otimista com atividade econômica e com o impacto da pandemia. 'BC usou a expressão excesso de demanda ao longo da ata'.

  • 'O Banco Central está em uma situação nada invejável'

    17/03/2021 Duração: 10min

    Alexandre Schwartsman fala sobre a reunião do Copom desta quarta-feira. ‘A gente tem uma economia perdendo força e a inflação subindo’. Ele explica que o BC vai ter que subir juro, mas subir devagar.

  • Os erros recorrentes na Petrobras

    24/02/2021 Duração: 10min

    Em pauta, a situação da Petrobras, que passou por um turbilhão com a troca de comando na sua presidência por intervenção do presidente Jair Bolsonaro. Analista critica as seguidas ingerências na companhia.

  • 'Não é o momento que a gente tenha condição de fazer um super programa de redistribuição de renda'

    17/02/2021 Duração: 10min

    Alexandre Schwartsman fala sobre a falta de foco do novo auxílio emergencial. ‘Dá para fazer um programa, não tão abrangente quanto o primeiro, mas que de alguma forma acabe favorecendo as pessoas que precisem dele’.

  • Vendas no varejo: 'acredito que vai ser ainda pior em janeiro na ausência do auxílio emergencial'

    10/02/2021 Duração: 12min

    Alexandre Schwartsman fala sobre o resultado do varejo em dezembro, que registou uma queda forte. 'Supreendente'. Ele diz que esperava que o fim do auxílio emergencial tivesse um impacto nas vendas do começo do ano e não nas vendas de dezembro.

  • 'Acabou a desculpa do governo para a realização das reformas'

    03/02/2021 Duração: 08min

    Alexandre Schwartsman fala sobre os novos presidentes da Câmara e do Senado e o alinhamento deles com o governo. Schwartsman destaca que o governo sempre culpou o Congresso e, agora, vai ter que entregar as reformas. Ele lembra que a reforma da Previdência só andou porque Rodrigo Maia colocou 'embaixo do braço'.

página 1 de 2