Semana Em África

Informações:

Sinopse

Aos sábados, o resumo da actualidade africana que destacámos ao longo da semana.

Episódios

  • São Tomé e Príncipe: Patrice Trovoada denuncia "tentativa de golpe"

    25/11/2022 Duração: 11min

    O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, denunciou uma "tentativa de golpe" no país "a mando de algumas personalidades" e indicou que foram detidas "algumas pessoas", nomeadamente Delfim Neves, o ex-presidente da Assembleia Nacional. Em Angola, destaque para o acordo assinado em Luanda a exigir o fim dos ataques do M23 contra as Forças Armadas da República Democrática do Congo e a Missão das ONU. Neste programa, oiça o resto dos temas que marcaram a semana.

  • Novo governo em São Tomé e Príncipe e rebeldes na RDC multiplicam ataques

    18/11/2022 Duração: 08min

    Em São Tomé a semana foi marcada pela tomada de posse de um novo governo, liderado por Patrice Trovoada. Na RDC, os conflitos entre o exército congolês e os rebeldes do M23 continuam e o presidente angolano João Lourenço organiza, na segunda-feira 21 de novembro, uma reunião com vista à resolução do conflito. O executivo de Patrice Trovoada, em São Tomé e Príncipe, impôs medidas de redução de despesas, em plena crise financeira.  Na República democrática do Congo, onde Ruanda é acusado de financiar o movimento rebelde M23, o conflito intensifica-se. No passado sábado, os primeiros soldados do Qénia chegáram a esta região a leste da RDC.  Moçambique deu início à exportação do gás natural a partir da bacia do Rovuma. O presidente Filipe Nyiusi anunciou a partida do primeiro navio de exportação de gás, produzido na usina offshore Coral Sulnavio, gerida por uma empresa italiana.  A cimeira do clima, em Sharm el Sheik, no Egito, foi prolongada, pelo menos até sábado dia 19 de novembro, devido à falta de um co

  • Sissoco Embaló em Paris para falar de conflitos internacionais

    14/11/2022 Duração: 07min

    Termina este sábado, 12 de Novembro, em Paris, o quinto Fórum Mundial para a Paz. A Guiné-Bissau foi o único país lusófono a participar na conferencia internacional, dedicada este ano às crises multidimensionais – da pandemia ao aquecimento global, incluindo a guerra na Ucrânia e o problema dos refugiados. O chefe de Estado Umaro Sissoco Embaló participou, ao lado do Presidente Emmanuel Macron, no painel consagrado ao tema: "Universalismo em tempo de guerra". A ministra guineense dos Negócios Estrangeiros, Suzi Barbosa, refere que este convite é o reconhecimento da Guiné-Bissau como país mediador de conflitos internacionais. Ainda sobre a Guiné-Bissau, o ministro da Administração Territorial, Fernando Gomes, anunciou esta quinta-feira que o recenseamento eleitoral com vista as legislativas antecipadas, ainda sem data marcada, vão iniciar no próximo dia 10 de Dezembro. Em São Tomé e Príncipe, o líder da Acção Democrática Independente, Patrice Trovoada, toma posse esta sexta-feira como primeiro-ministro, ap

  • Tensões crescentes entre RDC e Ruanda

    04/11/2022 Duração: 08min

    Esta semana, o Quénia anunciou o envio de soldados para o leste da República Democrática do Congo para apoiar o exército de Kinshasa contra a rebelião do M23, numa altura em que a tensão é crescente entre a RDC e o Ruanda. Neste programa, destaque também para um novo ataque em Cabo Delgado e para a polémica que continua na autarquia cabo-verdiana de São Vicente.

  • Umaro Sissoco Embaló levou "mensagem de paz" à Ucrânia e à Rússia

    29/10/2022 Duração: 09min

    A actualidade desta semana ficou marcada pela visita do Presidente guineense à Rússia e à Ucrânia. À chegada a Bissau, Umaro Sissoco Embaló fez um balanço positivo desta deslocação. Ainda na Guiné-Bissau, a data das eleições legislativas antecipadas gerou confusão no país. A data fixada inicialmente seria 18 de Dezembro, mas, na semana passada, os actores políticos guineenses tinham alegadamente chegado a acordo para adiá-las para 23 de Abril. Entretanto, surgiu outra data em cima da mesa: uma data a partir de 14 de Maio, devido ao período de Ramadão. O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, disse também à chegada a Bissau que desconhecia a proposta para que as eleições aconteçam após 14 de Maio e que continua na lógica de 18 de Dezembro. Esta posição foi também reiterada por Soares Sambú, vice-primeiro ministro guineense, em entrevista à RFI. Ainda sobre a Guiné-Bissau, o chefe de Estado nomeou o general Sandji Fati como ministro do Interior e extinguiu a secretaria de Estado da Ordem Pública, segun

  • Presidente cabo-verdiano termina primeira visita oficial à Guiné-Bissau

    23/10/2022 Duração: 12min

    Bem-vindos a mais uma Semana em África. Começamos este recapitulativo da semana com a primeira visita do Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, à Guiné-Bissau. O objectivo desta deslocação que termina hoje é o reforço da cooperação bilateral. Na Guiné-Bissau, foi encontrado um conjunto de ossadas humanas num terreno junto ao quartel de Cumeré, nos arredores da capital. A notícia foi confirmada depois de um líder partidário guineense ter denunciado a descoberta de uma vala comum. Entretanto, foi também anunciado esta semana que as eleições legislativas vão ter lugar no próximo dia 23 de Abril. Ainda na Guiné-Bissau, houve uma paralisação de uma semana nos sectores da Saúde e Educação. Entretanto, a Frente Social depositou um novo pré-aviso de greve, cujo início está marcado para o próximo dia 7 de Novembro. Os grevistas exigem o levantamento das suspensões aos técnicos de saúde e educação, pagamento de atrasados salariais, reclassificação e efectivação. Também no decorrer dos últimos dias, foi tornad

  • Guiné-Bissau: Governo admite possível adiamento das eleições legislativas

    14/10/2022 Duração: 08min

    Na Guiné-Bissau, o Ministro da Administração Territorial e do Poder Local, Fernando Gomes, levantou a possibilidade do adiamento das eleições marcadas para 18 de Dezembro. O governo guineense admite dificuldades e atrasos no processo. Na Guiné-Bissau tudo leva a crer que as eleições legislativas antecipadas marcadas para 18 de Dezembro não vão ter lugar na data prevista. O governo guineense admite dificuldades e atrasos no processo, tanto que ainda não foi realizado nenhum processo de recenseamento. Os partidos acusam o Governo de falta de vontade. As instalações da rádio privada Pidjiguiti foram invadidas na noite de segunda-feira por agentes da polícia à paisana, na sequência de uma notícia dada por um jornalista da estação emissora, dando conta de uma suposta audição de um membro do governo pela Polícia Judiciária. Fontes da estação, situada no bairro de Ajuda, nos subúrbios de Bissau, disseram que se tratou de uma operação em que a polícia estaria a tentar tirar satisfações junto de um jornalista da rá

  • Semana da confirmação da maioria absoluta para o ADI

    07/10/2022 Duração: 09min

    Confira aqui o magazine Semana em África, espaço onde fazemos um apanhado das notícias sobre o continente africano que marcaram as nossas antenas. Semana de veredicto final sobre as eleições em São Tomé e Príncipe, com a confirmação de maioria absoluta para o ADI de Patrice Trovoada. Semana em que Moçambique assinalou os 30 anos da assinatura dos Acordos de Paz e os cinco anos do início dos ataques em Cabo Delgado. Semana movimentada no Burkina Faso no seguimento do golpe de Estado de sexta-feira da semana passada. Confira aqui o magazine Semana em África, espaço onde fazemos um apanhado das notícias sobre o continente africano que marcaram as nossas antenas.

  • São Tomé aguarda resultados definitivos

    30/09/2022 Duração: 08min

    Em São Tomé e Príncipe já é conhecida a distribuição dos mandatos na sequência das eleições autárquicas e a regional da ilha do Príncipe. O país aguarda a composição da futura Assembleia nacional, os resultados definitivos devem ainda ser validados pelo Tribunal constitucional a partir da próxima segunda-feira De acordo com os resultados preliminares avançados pela Comissão Eleitoral Nacional, o ADI, liderado por Patrice Trovoada, obteve 36.549 votos; o MLSTP-PSD conquistou 25.531 votos; o Movimento Basta conseguiu 6.874 votos; o MCI/PS-PUN teve 5.120 votos; o MDFM-UL 1.601 votos; a UDD 731 votos; o CID-STP 472 votos; o MUDA-STP 389 votos; o Partido Novo 352 votos; o MSD-PVSTP 271 votos e o PTOS 195 votos. Em Angola, o novo governador de Luanda denunciou a existência de um “poder paralelo” que se dedica à venda ilegal de água potável na capital angolana. Manuel Homem defende que é urgente acabar com esta prática que prejudica a população. Na Guiné-Bissau, arrancou esta sexta-feira, o segundo congresso do

  • Moçambique: Frelimo reunido em congresso

    24/09/2022 Duração: 09min

    Em Moçambique, decorre até à próxima quarta-feira, na Matola, o décimo 12.º Congresso da Frelimo, partido no poder. O Presidente Filipe Nyusi é o único candidato à liderança do partido. Régio Conrado, investigador do Centro Estudos Africanos da Universidade de Bordéus, diz que este congresso não vai discutir os problemas estruturantes do partido. Em São Tomé e Príncipe, este sábado, é dia de reflexão, o país prepara-se para as eleições legislativas, regional e autárquicas deste domingo. Rafael Vidal, líder da missão de observação da CPLP está confiante no bom desenrolar do processo eleitoral em São Tomé e Príncipe e não teme incidentes como os ocorridos na sequência das legislativas de 2018. Dez partidos e uma coligação concorrem às eleições legislativas de São Tomé e Príncipe. Também o governo regional do Príncipe vai a votos. Os são-tomenses são chamados ainda a eleger 55 deputados à Assembleia Nacional, incluindo dois na diáspora que, pela primeira vez, serão eleitos pelos círculos eleitorais da Europa

  • Angola: João Lourenço prometeu apostar no sector social

    16/09/2022 Duração: 08min

    Esta semana, o Presidente angolano reeleito, João Lourenço, tomou posse na Praça da República, em Luanda. O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, afirmou que as condições de segurança nos distritos de Palma e Mocímboa da Praia estão garantidas. O Presidente reeleito de Angola tomou posse esta quinta-feira, 15 de Setembro, numa altura em que o país vive num clima de fortes contestações da oposição e reforço do dispositivo de defesa e segurança. João Lourenço prometeu uma governação de proximidade, defendendo uma "mudança de paradigma" e uma "luta contra as más práticas". O analista político, Nelson Domingos considera que "a erradicação da pobreza e o respeito dos cidadãos" serão os maiores desafios de João Lourenço. Esta sexta-feira, 16 de Setembro, foi a vez de os 220 deputados eleitos nas últimas eleições gerais angolanas. A tomada de posse decorreu durante a reunião constitutiva da quinta legislatura da Assembleia Nacional.  Moçambique vai começar a exportar o gás liquefeito extraído da área 4 da

  • UNITA pede a anulação das eleições em Angola

    02/09/2022 Duração: 08min

    O líder da UNITA voltou a afirmar, esta semana que "MPLA não venceu as eleições", exigindo à CNE a comparação das actas das assembleias de voto. Em Angola João Lourenço, chefe de Estado cessante, foi proclamado, de novo, presidente pela Comissão nacional eleitoral por o MPLA, partido no poder desde a independência em 1975, ter vencido as eleições de quarta-feira passada com 51,17 % dos votos. A UNITA, maior força da oposição, obtém 43,95% como declarou o presidente da Comissão Nacional Eleitoral, Manuel Pereira da Silva. A UNITA, maior força da oposição, recorreu junto do Tribunal Constitucional para contestar os resultados definitivos. Adalberto Costa Júnior, presidente do partido do galo negro, confirmou o recurso do seu movimento e reitera não ir abandonar quem votou na UNITA. O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, assumiu a presidência da Aliança dos Líderes Africanos contra a Malária (ALMA). A doença figura no topo da agenda da União Africana, que a considera como uma grande ameaça à saú

  • Semana de eleições gerais em Angola

    26/08/2022 Duração: 09min

    Confira aqui o magazine Semana em África, espaço onde fazemos um apanhado das notícias sobre o continente africano que marcaram as nossas antenas. Semana de eleições gerais em Angola. O MPLA venceu o sufrágio com 51,07%, a UNITA obteve 44,05% dos votos. Os resultados foram divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral de Angola. Em São Tomé e Príncipe foi inaugurada esta semana a primeira central fotovoltaica do país e o arquipélago ficou a saber que a extracção petrolífera pode vir a ser uma realidade a curto prazo. Semana em que a sede do comité de luta contra Mutilação Genital Feminina da Guiné-Bissau foi vandalizada. Semana em que em Cabo Verde, o PAICV se manifestou “preocupado e indignado” com as “graves e sucessivas situações” que têm vindo a acontecer na Guiné-Bissau com o PAIGC. Moçambique ficou a saber, esta semana, que é o segundo país do mundo com mais casos de pessoas infectadas pelo VIH SIDA. Confira aqui o magazine Semana em África, espaço onde fazemos um apanhado das notícias sobre o cont

  • Contagem decrescente para eleições gerais em Angola

    19/08/2022 Duração: 13min

    Neste programa, revemos os temas que marcaram a semana. Em Angola, continuou a campanha para as eleições gerais de 24 de Agosto e organizações cívicas denunciaram a existência de irregularidades no processo eleitoral. Enquanto isso, continua a disputa judicial sobre o destino a dar ao corpo de José Eduardo dos Santos. Em Moçambique, o activista Adriano Nuvunga foi novamente alvo de ameaças e em Cabo Verde o povo saiu à rua para pedir melhores condições de saúde e transporte. 

  • Críticas e conflitos nos preparativos para as eleições gerais de Angola

    15/08/2022 Duração: 09min

    Em Angola, as eleições gerais aproximam-se e os observadores relataram esta semana dificuldades na acreditação para o escrutínio, com as autoridades a quererem também prevenir desacatos nas mesas eleitorais no dia 24 de Agosto.

  • Relatório da ONU sobre ataques ruandeses na RDC em destaque

    05/08/2022 Duração: 09min

    A semana fica marcada pelo relatório da ONU que acusa o exército ruandês de ter apoiado combatentes do M23 e de ter participado em ataques na RDC. No Senegal, atenções voltadas para os resultados definitivos das legislativas, depois de os provisórios colocarem a coligação presidencial e as coligações da oposição taco-a-taco. Na Guiné-Bissau, o Presidente prometeu uma visita ao homólogo ucraniano e patrocinou um acordo entre uma ala dos rebeldes da Casamansa e o governo do Senegal.   

  • Guiné-Bissau no radar de Paris

    29/07/2022 Duração: 11min

    Neste programa, destacamos os temas que marcaram a semana. Na Guiné-Bissau, a agenda foi dominada pela visita oficial do Presidente francês Emmanuel Macron, depois de ter estado nos Camarões e no Benim. Em Moçambique, a antiga ministra do Trabalho Helena Taipo foi condenada a 16 anos de prisão e a justiça sul-africana indeferiu o pedido moçambicano contra a extradição do ex-ministro das Finanças Manuel Chang para os EUA. Este sábado, é inaugurada uma nova estrutura cultural em Cabo Verde.    

  • A semana em que se ultimaram os preparativos da campanha eleitoral em Angola

    22/07/2022 Duração: 07min

    Esta semana foi marcada pelos últimos preparativos antes do arranque este fim-de-semana da campanha para as eleições gerais do próximo dia 24 de Agosto em Angola. Estes últimos dias também foram de intenso debate, desta vez, em São Tomé e Príncipe onde a impossibilidade de se realizar um novo recenseamento antes das legislativas do dia 25 de Setembro continuou a gerar controvérsia.

  • A semana em que Angola esteve de luto por José Eduardo dos Santos

    15/07/2022 Duração: 08min

    Esta semana foi marcada pelos sete dias de luto nacional observados por Angola pela morte do seu antigo Presidente, José Eduardo dos santos no passado dia 8 de Julho em Barcelona, sem que o governo e a família do antigo chefe de Estado tenham chegado a acordo sobre as modalidades das suas exéquias. A actualidade desta semana foi também marcada pela polémica em São tomé e Principe perante a impossibilidade de a CNE realizar um novo recenseamento eleitoral na perspectiva das próximas legislativas.

  • Morte de José Eduardo dos Santos marca actualidade africana

    09/07/2022 Duração: 09min

    A morte de José Eduardo dos Santos dominou esta semana da actualidade africana, com o ex-Presidente angolano de 79 anos a ter morrido numa clínica em Barcelona depois de complicações sofridas devido a um AVC. Esta semana fica marcada pela morte do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos. Há vários dias em coma após um AVC, o ex-chefe de Estado que liderou Angola por quase 40 anos morreu na sexta-feira. Para os seus apoiantes, José Eduardo dos Santos foi um construtor da democracia, como disse o diplomata angolano Sebastião Isata, já para os seus críticos, José Eduardo dos Santos foi um déspota como relatou a ativista Laura Macedo, em declarações à RFI. Entre os seus pares, as reações não se fizeram esperar com o ex-Presidente cabo-verdiano e amigo, Pedro Pires, a relembrarem o papel de José Eduardo dos Santos em África.

página 1 de 2